• Nathalia Vaz

Mundo "FI"... o que?

Atualizado: Mar 23


NPS_ter-ou-nao-ter

Mundo Fígital. O “mundo físico” e o “mundo digital” já se misturaram e agora são uma coisa só. Assim como a mistura de duas cores que dão uma terceira cor: azul mais amarelo é verde, preto mais branco é cinza, e por aí vai. O mundo agora chamado de “Fígital” em 2021 é uma realidade. Chancelado pelo ano de 2020, onde o que ainda não havia se conectado, se conectou. O mundo fígital é um mundo onde todos os cidadãos podem perfeitamente viver, trabalhar, comprar, vender e ter o seu lazer fisicamente e virtualmente, de forma que ambas experiências estão integradas.


O “mundo físico” e o “mundo digital” já se misturaram e agora são uma coisa só.


Quem já observou as pessoas fazendo compras no supermercado conectadas ao app daquela loja específica, buscando as promoções exclusivas pra ela? Qualquer tipo de negócio pode hoje integrar processos virtuais nos seus espaços físicos agregando valor a experiência de consumo. As ferramentas digitais, incluindo tecnologias como realidade aumentada (RA) e a realidade virtual (RV), possibilitaram a conexão dos consumidores, apesar de estarem fisicamente separados no mundo exterior. Quem terá clientes fiéis não são mais as empresas que basicamente entregam um produto ou serviço de qualidade excepcional, e sim as empresas que oferecem, junto aos seus produtos e serviços, experiências seguras e memoráveis por meio de vários métodos e plataformas integradas.


Lembro dos meus tempos no mundo corporativo quando a gente falava em estratégias de produção puxada e empurrada. Fazendo uma analogia, em 2020 operamos nos dois métodos. As tecnologias que já estavam por aí há alguns anos incluindo aplicativos, plataformas e soluções foram altamente “puxadas” por toda e qualquer empresa e, quase que obrigatoriamente, todos tivemos que aprender e se inteirar disso tudo. Para os pequenos empreendedores, surgiu a máxima: “ou faz, ou morre”. De certa forma, esse movimento acabou sendo empurrado pra vida de todos nós. O fato é que segundo o último relatório e tendências da Euromonitor, U$15.8 bilhões foi o faturamento global de vendas feitas no e-commerce para itens pessoais em 2020. É só o começo.


Ora, vejamos o lado positivo, sempre! E infelizmente as pessoas tendem a reprimir o novo. Poucos conseguem olhar o novo com 100% de positivismo e braços abertos porque isso é quase que uma característica da raça humana. Mudar, significa sair da nossa zona de conforto e isso nos incomoda. Naturalmente, olhamos para o passado com certo romantismo, criado por nós mesmos. Já parou pra pensar? Será que essa zona de conforto não era muitas vezes desconfortante? Imagina viver sem WhatsApp, e ter que esperar horas para que a pessoa lesse seu email, ou dias pra receber a sua carta!? Imagina o mundo sem Waze e voltar a olhar a lista telefônica pra desenhar o mapinha com o endereço? Quem lembra disso? Sejamos realistas! Hoje aceitamos e gostamos desse mundo pela facilidade que ele nos trouxe, agora precisamos saber lidar com ele.


Mudar, significa sair da nossa zona de conforto e isso nos incomoda.


Surgem oportunidades, de todas as formas. Oportunidades de um novo negócio, de um novo processo que aumente a produtividade da sua empresa, de uma nova ferramenta que agrega valor no resultado que pode ser apresentado ao seu cliente. No caso de empresas que vendem serviços de cliente oculto, como a Customer in Love, a experiência de compra pode ser hoje gravada e enviada em tempo real. Ganhou velocidade e agregou valor na entrega!


Especialmente os mais jovens já não distinguem entre os dois mundos. Por outro lado temos, segundo o IBGE, 13% da população que é idosa e que foi atingida por uma verdadeira tsunami e ainda está literalmente “boiando”. E aí vai uma ideia de negócio: uma empresa voltada 100% para o público idoso que vendesse soluções para ensinar essa nova maneira de viver a toda uma geração. Aulas dadas em retiros pra idosos de como fazer uma chamada ao vivo, como comentar os posts dos seus netos no Instagram...porque não? É uma estratégia interessante no mundo fígital, trabalhar o seu negócio focado em targets muitas vezes desassistidos, porque vivemos a era da sintonização, integração e da criatividade, e enquanto isso a cada dia surgem novos aplicativos, soluções, produtos. Saibamos viver com tudo isso porque realmente o mundo fígital veio pra ficar e tem muito a nos oferecer!


Nathalia Vaz

nathaliavaz.com

Consultora de Marketing e Gestão Estratégica, com mais de 13 anos em grandes multinacionais e startups do mercado de bens de consumo.


#nv #fígital #nathaliavaz #customerinlove #grupocustomerinlove #bzoros #clienteoculto #clientemisterioso

Posts recentes

Ver tudo